Imagem capa - EXPO ARTE E CURA - RESERVA CULTURAL por Adriana Oliveira fotografia
AUTORAL

EXPO ARTE E CURA - RESERVA CULTURAL


As fotos expostas nasceram da vontade de retratar a superação e retorno a vida de mulheres em luta contra o câncer . O retrato corajoso e amoroso desta fase da mulher que esta vencendo batalha por batalha algo que subtrai dela muito da sua essência e brilho. 

Assim como na natureza...as plantas tem seus ciclos de vida e muitas vezes precisam de um tempo e cuidados para reflorescer . As imagens falam do amor e esperança dessa mulher com poesia, delicadeza e sinceridade a ˜flor da pele˜.

Criamos este ensaio com o tema MULHER - ARTE E CURA  com beleza da artista e visagista Christina Gall.

O objetivo e a conscientização das mulheres com câncer sobre a possibilidade de se verem bonitas, perfeitas e reintegradas ao contexto social. Queremos influenciar pessoas em tratamento do câncer e mostrar que existe vida com qualidade após o processo de cura e alertar ao publico.


Dicas preciosas para ajudar quem precisa....


  • Não pressione a pessoa para falar do assunto, ela deve digerir a notícia sem se sentir sufocada. Converse sobre outros assuntos. Quando ela sentir que deve desabafar, ela o fará. Quando esse momento chegar, ouça tudo o que ela tem a dizer calmamente, sem interromper. O momento é muito difícil e ela precisa despejar tudo que está lhe afligindo.



  • Esteja sempre por perto, mesmo que não falando nada. Se mostre presente, mas não fique muito em cima perguntando coisas. Verifique se está na hora de comer e leve alguma coisa, sendo sempre proativo.


  • Não fique comentando sobre situações alheias de pessoas com a doença e se tudo ficou bem ou mal no final. Cada caso é um caso.


  • Se a pessoa estiver muito desanimada e querendo ficar apenas no seu canto deitada, leve-a para fazer uma caminhada, sair, respirar novos ares, ver pessoas e a natureza. É importante que ela não se sinta isolada.


  • Se por acaso a pessoa tomar atitudes que não são normais dela, seja compreensivo e não leve para o lado pessoal. Ela está muito fragilizada.


  • Sempre que puder faça a pessoa dar boas gargalhadas. O humor é um grande remédio.


  • Leve ou busque nas sessões de quimioterapia, reveze com outros familiares. Dê todo o amor e carinho que você puder, faça aqueles mimos que você sabe que ela gosta, dê o colo. Não transpareça tristeza e nem sofrimento

  • Os sorrisos são muita força para seguir em frente.